Circa Survive: Sucesso de público marca retorno do post-hardcore no Brasil

Foto: Renata Schmidt

Texto: Marcos Franke

Fotos: Renata Schmidt

A Powerline virou uma produtora expert em trazer bandas inéditas e de grande impacto na cena musical. Não foi muito diferente com o Circa Survive, banda que já veio ao Brasil em 2015 e fez um show que esgotou rapidamente. Nesta segunda passagem pelo Brasil, a banda vem divulgar seu novo álbum The Amulet lançado em 2017, sem previsão de lançamento no Brasil. Abriram para os americanos as bandas brasileiras Wiseman e a já carimbada Bullet Bane.

A banda Wiseman é de São Paulo e é formada por Thiagones (guitarra/vocais), Luiz Chagas (bateria) e Fábio Nasci (baixo) e está divulgando o álbum Mind Blown, lançado este ano. Abaixo deste review vocês poderão conferir um pouco do que foi a banda ao vivo na Fabrique Club.

A Bullet Bane também é de São Paulo e é formada por Danilo Souza (guitarra), Fernando Uehara (guitarra), Rafael Ferreira (baixo), Renan Garcia (bateria) e o vocal estreante Arthur Mutanen Tai, que assumiu o microfone no lugar de Victor Franciscon. O quinteto, que foi especialmente requisitado por ninguém mais ninguém menos que o líder do Circa Survive – Anthony Green, fez um show muito bom e trouxe músicas do mais recente álbum Continental (2017). É um grande representante do metal alternativo, que consagrou bandas como o grandioso Deftones. ‘Curimatá’, a música que abriu o show do quinteto é um grande exemplo para esta influência e ‘Gangorra’ a prova de que o hardcore brazuca ferve no sangue destes músicos! Um grande show!

A grande expectativa da noite no entanto ficou para o Circa Survive. O grupo é formado por Anthony Green (vocais), Colin Frangicetto (guitarra), Brendan Ekstrom (guitarra), Nick Beard (baixo) e Steve Clifford (bateria) e entrou em cena sob gritos de uma platéia absolutamente já conquistada. Anthony Green simplesmente pirou com tamanha emoção do público e se sentiu conectado em instantes. É difícil ter isto numa velocidade tão grande como aconteceu nesta noite. A empolgação foi tanta que as primeiras notas de Nick para ‘Rites of Investiture’ se tornaram um verdadeiro inferno para quem estava em frente do palco. Mas quem se importava? Anthony Green somente queria mais e emendou com o primeiro clássico da noite – ‘The Difference Between Medicine and Poison Is in the Dose’ (On Letting Go/2007). A cantoria ensurdecedora fez com que Anthony desistisse de cantar o refrão em alguns momentos. Que interação incrível do público! A banda logo continuou a esbanjar clássicos como a ‘Wish Resign’, do álbum que levou a banda ao estrelato – Juturna (2005). Green não parava de agradecer a grande participação do público e anuncia ‘Tunnel Vision’, música do álbum novo The Amulet.

A banda decide então pincelar pela discografia com a faixa ‘Child of Desert’ do álbum Descensus (2014), mais uma música que foi cantada em uníssono pelos fãs presentes. A grande paixão pelos fãs foi correspondida por um vocalista mais que interativo que claramente estava se doando por completo naquela noite. Logo depois os fãs foram recompensados com ‘Get Out’, do álbum Blue Sky Noise (2010). Mas o destaque ficou para a dupla ‘In Fear and Faith’ e ‘The Great Golden Baby’, dois clássicos do álbum Juturna (2005). As coisas ficam um pouco mais trabalhadas musicalmente com ‘Lustration’, uma das músicas mais inspiradas do álbum novo The Amulet. As linhas de guitarra para esta música são muito bem sacadas. ‘At Night it Gets Worse’, também do álbum novo, demonstra que The Amulet é um álbum inspiradíssimo, cheio de riffs muito bem sacados e uma cozinha alinhadíssima que ao vivo funcionam muito bem. O público volta a agitar muito com ‘Living Together’ (On Letting Go/2007) e ‘Act Appalled’ (Juturna/2005) esta última com direito a convite de Green á dança. Com a dupla ‘Dyed In the Wool’ e ‘I Felt Free’, ambas do álbum Blue Sky Noise (2010), a banda se despede do público e retorna para o Bis logo depois com ‘Descensus’ (Descensus/2014) afirmando este ser o melhor show da turnê. Um grande show da banda Circa Survive, que demonstra que continua sendo uma das grandes referências dentro do estilo post-hardcore. Parabéns a Powerline por continuar trazendo bandas tão variadas e tão relevantes ao Mundo da música hoje em dia.

SETLIST WISEMAN

Weight

Betrayal

Shut Up and Listen

Ballistic

Factory Floor

Fast+Short

Territorial Pissing

Mud

SETLIST BULLET BANE

Curimatá

Gangorra

Melatonina

Catálise

Mutação

Encruzilhada

Hate and Haste St.

SETLIST CIRCA SURVIVE 

Rites of Investiture

The Difference Between Medicine and Poison Is in the Dose

Wish Resign

Tunnel Vision

Child of the Desert

Get Out

In Fear and Faith

The Great Golden Boy

Lustration

At Night It Gets Worse

Living Together

Act Appalled

Dyed in the Wool

I Felt Free

BIS

Descensus

%d blogueiros gostam disto: