Stoned Jesus faz show polêmico em São Paulo.

Red Mess e Cobalt Blue são as grandes estrelas da noite em show polêmico da banda ucraniana Stoned Jesus.

Por Marcos Franke
Fotos: Leandro Wissinievski

A primeira banda a se apresentar naquela noite foi o Red Mess. Oriundos de Londrina, do Paraná, o trio formado por Douglas Labigalini (baterista), Lucas Klepa (baixo) e Thiago Franzim (guitarra) estão divulgando seu debut lançado este ano chamado IntotheMess, somente lançado em plataformas digitais até agora. Que grande apresentação destes garotos! Com músicas como Raskólnikov, Enemies e a grandiosa Into the Mess, a banda conseguiu vencer seu peixe naquela noite. Com um stoner rock muito bem trabalhado melodicamente e um entrosamento incrível entre bateria e baixo, a banda fez seu papel de esquentar o público para a apresentação principal da noite. A performance vocal compartilhada por Lukas e Thiago funcionou muito bem, mostrando trabalho em equipe. Que grande promessa para este nosso cenário do stoner rock!

A banda seguinte, o Cobalt Blue de Florianópolis, de Santa Catarina, fez uma apresentação emblemática também. Fiquei impressionado com a qualidade de nossas bandas de stoner rock e um certo orgulho poder testemunhar este crescimento. Com um álbum lançado, o Cobalt Blue vem pela primeira vez á São Paulo divulgar seu debut Stop Momentum, lançado este ano. Com uma proposta mais psicodélica, o quinteto, formado por Fábio Ghizoni (baixo), Felipe Canan (bateria), Felipe Gall (guitarra), Felipe Mastínez (percussão) e Júlio Miotto (guitarra /vocais), faz uma aproximação mais trabalhada ao stoner rock com uma grande influência do rock progressivo e do krautrock setentista. Uma das melhores músicas da noite e a que mais me impressionou ao vivo da banda foi Catalyst – que composição absurda. O trabalho de guitarras entre Felipe e Júlio é um negócio que não pertence á este Mundo. É claro, tudo acompanhado pelo excelente trampo de percussão de Felipe que combina muito bem ao conjunto rítmico do baixo e da bateria. Que grande apresentação!

Era a vez dos ucranianos do Stoned Jesus. A banda, que recentemente teve uma mudança de line-up, tem agora como baterista Viktor Kondratov em sua formação, completada por Sergii Sliusar (baixo) e Igor Sydorenko (guitarra/vocais). A banda veio á São Paulo divulgar seu mais recente álbum The Harvest/2015 com a promessa de tocar o álbum Seven Thuder Roar/2012 inteiro. Que grande apresentação dos ucranianos seria se não fosse por alguns problemas durante a apresentação da banda. Após tocarem Stormy Monday e Bright Like the Morning, uma fã subiu ao palco para curtir a vibração da música Electric Mistress – uma das grandes músicas do álbum Seven Thunder Roar/2012. Visivelmente alterada, a fã mais atrapalhou a banda que ajudou na performance. Após um tempo, um assistente de palco tirou a fã do palco. A banda teve paz por um tempo. Em I’m the Mountain, o guitarrista e vocalista Igor entraria no solo, para uma das grandes performances da noite, quando a garota inventou de subir de novo no palco. Desta vez, a banda não teve a mesma sorte. Ao subir no palco a garota derrubou tudo o que encontrou pela frente e ainda danificou a pedaleira do músico, que irritado largou seu instrumento e deixou o palco – Viktor e Sergii o seguiram sem pestanejar. A preocupação do público era se a banda voltaria ou não e o clima esquentou. A banda voltou, disse que viajaram muito para estarem ali tocando para nós e agradeceram a presença daqueles que curtem a banda. O trio tocou Here Come the Robots do álbum The Harvest/2015 e deixaram o palco deixando inúmeros fãs sem o clássico Black Woods, do álbum First Communion/2010. A assessoria da produtora Abraxas informou no dia seguinte de que a pedaleira danificada pela fã era necessária para a música Black Woods, o que impediu da banda de tocá-la. Apenas acho que tudo teria sido resolvido se a própria banda tivesse explicado tudo e se tivessem tocado outra música. Enfim, apesar da apresentação ter sido manchada, foi uma grande performance dos ucranianos. Mas ficou aquela sensação de que faltou algo. A cereja do bolo. Uma pena. [MF]

Set list do Red Mess

1, Raskólnicov

  1. Enemies
  2. Kork
  3. Into the Mess
  4. Disillusion
  5. Snowglasses

Set list do Cobalt Blue

  1. All We Have Are Oscillations
  2. Dweller of The Sevenfold
  3. Bereaved
  4. Cataclysm
  5. Luciferase
  6. A primeira banda a se apresentar naquela noite foi o Red Mess. Oriundos de Londrina, do Paraná, o trio formado por Douglas Labigalini (baterista), Lucas Klepa (baixo) e Thiago Franzim (guitarra) estão divulgando seu debut lançado este ano chamado IntotheMess, somente lançado em plataformas digitais até agora. Que grande apresentação destes garotos! Com músicas como Raskólnikov, Enemies e a grandiosa Into the Mess, a banda conseguiu vencer seu peixe naquela noite. Com um stoner rock muito bem trabalhado melodicamente e um entrosamento incrível entre bateria e baixo, a banda fez seu papel de esquentar o público para a apresentação principal da noite. A performance vocal compartilhada por Lucas e Thiago funcionou muito bem, mostrando trabalho em equipe. Que grande promessa para este nosso cenário do stoner rock!

    A banda seguinte, o Cobalt Blue de Florianópolis, de Santa Catarina, fez uma apresentação emblemática também. Fiquei impressionado com a qualidade de nossas bandas de stoner rock e um certo orgulho poder testemunhar este crescimento. Com um álbum lançado, o Cobalt Blue vem pela primeira vez á São Paulo divulgar seu debut Stop Momentum, lançado este ano. Com uma proposta mais psicodélica, o quinteto, formado por Fábio Ghizoni (baixo), Felipe Canan (bateria), Felipe Gall (guitarra), Felipe Mastínez (percussão) e Júlio Miotto (guitarra /vocais), faz uma aproximação mais trabalhada ao stoner rock com uma grande influência do rock progressivo e do krautrock setentista. Uma das melhores músicas da noite e a que mais me impressionou ao vivo da banda foi Catalyst – que composição absurda. O trabalho de guitarras entre Felipe e Júlio é um negócio que não pertence á este Mundo. É claro, tudo acompanhado pelo excelente trampo de percussão de Felipe que combina muito bem ao conjunto rítmico do baixo e da bateria. Que grande apresentação!

    Era a vez dos ucranianos do Stoned Jesus. A banda, que recentemente teve uma mudança de line-up, tem agora como baterista Dimitry Zinchenko em sua formação, completada por Sergii Sliusar (baixo) e Igor Sydorenko (guitarra/vocais). A banda veio á São Paulo divulgar seu mais recente álbum The Harvest/2015 com a promessa de tocar o álbum Seven Thuder Roar/2012 inteiro. Que grande apresentação dos ucranianos seria se não fosse por alguns problemas durante a apresentação da banda. Após tocarem Stormy Monday e Bright Like the Morning, uma fã subiu ao palco para curtir a vibração da música Electric Mistress – uma das grandes músicas do álbum Seven Thunder Roar/2012. Visivelmente alterada, a fã mais atrapalhou a banda que ajudou na performance. Após um tempo, um assistente de palco tirou a fã do palco. A banda teve paz por um tempo. Em I’m the Mountain, o guitarrista e vocalista Igor entraria no solo, para uma das grandes performances da noite, quando a garota inventou de subir de novo no palco. Desta vez, a banda não teve a mesma sorte. Ao subir no palco a garota derrubou tudo o que encontrou pela frente e ainda danificou a pedaleira do músico, que irritado largou seu instrumento e deixou o palco – Viktor e Sergii o seguiram sem pestanejar. A preocupação do público era se a banda voltaria ou não e o clima esquentou. A banda voltou, disse que viajaram muito para estarem ali tocando para nós e agradeceram a presença daqueles que curtem a banda. O trio tocou Here Come the Robots do álbum The Harvest/2015 e deixaram o palco deixando inúmeros fãs sem o clássico Black Woods, do álbum First Communion/2010. A assessoria da produtora Abraxas informou no dia seguinte de que a pedaleira danificada pela fã era necessária para a música Black Woods, o que impediu da banda de tocá-la. Apenas acho que tudo teria sido resolvido se a própria banda tivesse explicado tudo e se tivessem tocado outra música. Enfim, apesar da apresentação ter sido manchada, foi uma grande performance dos ucranianos. Mas ficou aquela sensação de que faltou algo. A cereja do bolo. Uma pena. [MF]

    Set list do Red Mess

    1. Raskólnicov
    2. Enemies
    3. Kork
    4. Into the Mess
    5. Disillusion
    6. Snowglasses

     

    Set list do Cobalt Blue

    1. All We Have Are Oscillations
    2. Dweller of The Sevenfold
    3. Bereaved
    4. Cataclysm
    5. Luciferase
    6. Catalyst
    7. The Eloquent Bawl

     

    Set list do Stoned Jesus

    1. Stormy Monday
    2. Bright Like the Morning
    3. Electric Mistress
    4. Indian
    5. I’m the Mountain
    6. Here Come the Robots

     

%d blogueiros gostam disto: