Huntress: Superação e Ousadia.

Por Marcos Franke:

A banda Huntress, liderada pela vocalista Jill Janus é uma grata surpresa para extensa lista de bandas de heavy metal no Mundo. Juntando influências de Judas Priest e Black Sabbath, a banda tem feito shows até a exaustão pelo Mundo afora, mesmo com a vocalista passando por problemas de saúde sérios. Conversamos com a líder da banda, que agora se recupera de uma cirurgia, sobre o novo álbum Static, a colaboração de Lemmy Kilmister no álbum Starbound Beast e uma possível passagem da banda por território nacional. Leia mais a seguir.

jill-janus

Conte-me um pouco sobre o Huntress, como foi formada a banda e suas influências.

Jill Janus – Huntress foi formada em 2010. Eu encontrei uma banda de metal underground chamada Professor e unimos forças. Eu comecei a procurar por músicos em 2006 enquanto vivia em Nova Iorque nos Estados Unidos. A influência tem sido sempre o ocultismo e a bruxaria. A influência musical é manter-se fiel ás raízes do heavy metal, como Judas Priest. King Diamond é uma enorme influência, como também o black metal.

Eu notei que o logotipo da banda Huntress mudou em Static, novo álbum da banda. Houve uma razão específica para isto?

Jill – O logo mudou antes de Static, em nosso segundo álbum Starbound Beast. Decidimos ter o design de Vance Kelly no novo logotipo, que unificaria muito mais o som da banda com a identidade do som da banda.

É claro para mim que o Huntress é muito influenciado pelo heavy metal tradicional. O quanto a banda é envolvida no assim chamado N.W.O.T.H.M. (New Wave of Tradtional Heavy Metal)?

Jill – Huntress sempre terá suas raízes no heavy metal tradicional, onde melodia e musicalidade reinam. Nós somos uma banda moderna, que pensa sempre no futuro sem aproximação ao passado. Preferimos escrever/compôr música e não barulho.

O Huntress pode ser comparado ás novas bandas que estão surgindo na Suécia, como o Ambush, Enforcer ou até o Bullet?

Jill – Considerando que eu nunca ouvi falar delas antes, eu não sei te dizer.

Static é o novo álbum lançado pelo Huntress. Este álbum foi uma aproximação a esta nova cena do N.W.O.T.H.M. que está invadindo a Europa?

Jill – Não. Static é o nosso ataque mais sônico e forte. Mas não é um tributo á ondas do passado.

Há também um cover para Running Wild do Judas Priest no álbum Starbound Beast. O quão forte é a influência de Judas Priest na música do Huntress?

Jill – Óbviamente, Judas Priest é uma imensa influência em nossa música, vocalmente e musicalmente. Blake Meahl, meu guitarrista é o compositor principal do Huntress e ele é muito influeciado por Black Sabbath também.

Você compararia Static com outros álbuns lançados pelo Huntress até hoje?

Jill – Static faz parte da trilogia do Huntress. Eu queria escrever um álbum por ano por três anos. E conseguimos! Foi uma grande conquista para nós. Speall Eater, Starbound Beast e Static são todos únicos… mas mesmo assim eles conectam um ao outro.

Sempre quando ouço você cantando, eu me impressiono como sua voz funciona bem com as músicas do Huntress. As músicas são compostas pensando nos seus vocais ou você se adapta a elas?

Jill – Obrigado. Nossos produtores Paul ig e Jim Rota queriam que Static fosse composto para os meus vocais. Isto pareceu uma aproximação interessante. Este álbum é muito direcionado aos meus vocais – o mais melódico e mais harmônico já composto para o Huntress.

Eu queria saber como os novos integrantes da banda influenciaram o novo álbum Static?

Jill – Eli Santana (guitarra) e Tyler Meahl (bateria) trazem uma dinâmica jovem e moderna á banda. Static não seria o que é sem a contribuição deles. Como disse, nós estávamos fazendo muitas turnês e nos períodos curtos que estávamos em casa, eles realmente ajudaram a trazer o álbum para a luz.

O Huntress é a única banda em que você é a vocalista ou há outras bandas que já a tiveram responsável pelo microfone?

Jill – Eu fui vocalista de outras bandas de rock e metal, mas o Huntress sempre foi o meu ideal. Eu tenho outra banda chamada Chelsea Girls, que é uma banda só de garotas que toca metal e rock com convidados especiais. Lemmy Kilmister fazia algumas apresentações  com a gente. Aquilo era especial.

huntressjilljanussword-255B1-255D-copia

Sua imagem também é usada para as capas do Huntress. Há uma razão específica para isto?

Jill – Eu não sou modelo para as capas do Huntress. Vance Kelly é o artista e ele é influenciado por mim, mas as imagens não sou eu especificamente.

Huntress é associado na internet com bandas como Professor, Dark Black, Skeletonwitch e Holy Grail. O que estas bandas são na carreira do Huntress?

Jill – Esta bandas que você mencionou são bandas de ex-membros do Huntress, ou bandas que os integrantes do Huntress fazem parte.

Lemmy Kilmister escreveu as letras para a música “I Want to Fuck You to Death” para o álbum “Starbound Beast”. Conte-me um pouco sobre como esta parceria aconteceu e a experiêcia para o Huntress?

Jill – Lemmy Kilmister foi um amigo querido meu. Eu pedi para ele escrever as letras para uma música do Huntress. Quando ele me falou que o título era “I Want to Fuck You to Death” eu penseu que esta foi a coisa mais romântica que um garoto já fez para mim! Eu queria que a música fosse pesada e ela o é, mas o refrão é melódico e quase uma música de amor. Eu queria esta dinâmica.

Huntress tem feito muitos shows, fazendo turnês com Amon Amarth e agora com o Black Label Society. Como foi a experiência até agora?

Jill – Nós temos feito turnês sem parar desde 2012 e Huntress tem tido muitas oportunidades. Tem sido uma loucura!

Há planos para alguma turnê no Brasil?

Jill – Sim, não podemos esperar para fazer uma turnê no Brasil. Apenas esperando a oportunidade certa. Ela surgirá logo.

Obrigado pela entrevista e deixe uma mensagem para os fãs no Brasil.

Jill – Criaturas do Brasil assistam ao novo vídeo “Sorrow”! Ele deixará você boquiaberto!

%d blogueiros gostam disto: